Quinta-feira, 22 de março de 2012, 15:20
Aos 67 anos, Jorge Ben Jor prepara novo álbum ao vivo
Aos 67 anos, Jorge Ben Jor prepara novo álbum ao vivoDivulgação

Idade de Jorge Ben Jor gera polêmica na web

Nesta quinta-feira (22), cantor e compositor faz aniversário. Ouça playlist e veja fotos abaixo

LUCIANO BORBOREMA
Território Eldorado

O menino que se tornou cantor, mas que sonhava em ser jogador de futebol foi notícia nas redes sociais nesta quinta-feira (22), data do seu aniversário. Toda a discussão na internet foi devido a idade de Jorge Ben Jor. A data de nascimento é 22 de março. O probleminha tão comentado era devido ao ano de seu nascimento: 1942 ou 1945? Afinal, ele completa 70 ou 67 anos?

Veja também:
-
PLAYLIST: Ouça sucessos de Jorge Ben Jor

Diversos sites nacionais exibiram especiais de 70 anos do cantor, uma página não oficial do músico no Facebook também postava centenas de mensagens de parabéns e o programa da Globo News – Arquivo  colocou no ar um especial de uma hora. Após várias tentativas de contato com Jorge Ben Jor, a assessoria de imprensa do cantor colocou fim ao mistério.

Procurada pela equipe do Território Eldorado, a assessoria do músico carioca confirmou por e-mail o ano correto: “o aniversário de Jorge Ben Jor é dia 22 de março de 1945”, diz o texto. Confira abaixo especial com playlist, discografia e galeria de fotos com diferentes fases da carreira de Jorge Ben Jor que nesta quinta-feira, completa 67 anos.

O começo

A história de Jorge Duílio Lima Meneses - Jorge Ben Jor - começa em Madureira, no Rio de Janeiro. Foi lá onde ele nasceu, mas foi criado no Catumbi. Chegou a integrar o time infanto-juvenil do Flamengo, mas o projeto não foi para frente. A música estava no sangue.

Com treze anos de idade ganhou seu primeiro pandeiro e aos 15 anos já soltava a voz no coro de igreja. Três anos depois, sua mãe lhe presenteou com um 1º violão e a partir daí começou a fazer shows pelo Rio de Janeiro. As apresentações eram para poucas pessoas em pequenas festas e boates. No repertório: bossa nova e rock and roll.

"Mas que Nada" foi o grande trunfo da sua carreira. Nos anos 60, subiu ao palco e cantou a canção para um pequeno público. Para a sorte dos admiradores da boa música na plateia estava um executivo da gravadora Philips. Resultado. Tempos depois, lançava o seu primeiro compacto. Além de Mas que Nada, o trabalho incluia Por Causa de Você, Menina. Em seguida, veio o primeiro LP, Samba Esquema Novo.

"Mas que Nada"

A canção foi seu primeiro hit. No Brasil e no exterior a música fez muito sucesso. A faixa é uma das canções em língua portuguesa mais tocada nos Estados Unidos. Recentemente, ganhou uma versão do pianista brasileiro Sérgio Mendes com o Black Eyed Peas que voltou a colocar a faixa nas festas e nas rádios do mundo inteiro.

O fim dos anos 60 até o começo dos 80 foram marcantes na carreira de Jorge Ben Jor. O músico foi convidado para alguns programas de TV e chamava atenção pelo suingue musical. No d"O Fino da Bossa" que tinha no comando Elis Regina e a Jovem Guarda de Roberto Carlos estourou com "Cadê Tereza?", "País Tropical", "Que Pena" e "Que Maravilha". Daí para frente foi um sucesso após o outro. “Santa Clara Clareou/Zazueira”, “W/Brasil (Chama o Síndico) e Taj Mahal são alguns deles.

Mudança de nome

Foi no fim dos anos 80 que mudou o nome artístico de Jorge Ben para Jorge Benjor, logo depois alterou para Jorge Ben Jor e assim que “assina” até hoje. A mudança teria sido por numerologia. Na época, rumores davam como uma “saída” para evitar confusão com George Benson. Devido ao seu sucesso nos Estados Unidos, ele teria trocado seu nome para não ser confundido com o cantor norte-americano.

Novo álbum

Paraty, cidade histórica do sul fluminense foi palco do novo trabalho de Jorge Ben Jor. Lá foi feita a gravação do CD e DVD ao vivo do projeto especial da MTV, “Luau”. O “Luau” de Ben Jor difere do programa especial da grade de verão da emissora. É um projeto musical, como o "Acústico", e será lançado no fim de abril.

Sandra de Sá e Carlinhos Brown se juntaram para cantar "Charles Anjo 45”. Já Zeca Pagodinho foi chamado para revelar uma versão sambista em “Canto pra Ogum”. ‘Recuerdos de Asunción 443’ é o mais recente trabalho de Jorge Ben Jor, lançado em 2007.

Discografia

Álbuns de estúdio

Samba Esquema Novo (1963)
Ben É Samba Bom (1964)
Sacundin Ben Samba (1964)
Big Ben (1965)
O Bidú: Silêncio no Brooklin (1967)
Jorge Ben (1969)
Força Bruta (1970)
Negro É Lindo (1971)
Ben (1972)
A Tábua de Esmeralda (1974)
Solta o Pavão (1975)
África Brasil (1976)
Salve Simpatia (1979)
Alô Alô, Como Vai? (1980)
Bem-vinda Amizade (1981)
Dádiva (1984)
Sonsual (1985)
Ben Brasil (1986)
Ben Jor (1989)
23 (1993)
Homo Sapiens (1995)
Músicas Para Tocar Em Elevador (1997)
Reactivus Amor Est (Turba Philosophorum) (2004)
Dançando a Noite Inteira (Jorge Ben Jor e Tim Maia) (2006)
Recuerdos de Asunción 443 (2007)

Álbuns ao vivo

On Stage (1972)
10 Anos Depois (1973)
Gil & Jorge: Ogum, Xangô (1975)
Jorge Ben à l'Olympia (1975)
Dal Vivo Al Sistina (1975)
A Banda do Zé Pretinho (1978)
Energia (1982)
Live in Rio (1992)
Mestres da MPB (1993)
Roda Viva (1995)
Acústico MTV (2002)

Tags: [[foreach oTag in tags]] [$ oTag.tag $] [[/foreach]]